Citizen’s health put at risk in public transport

0
22

By: Francisco Manhique… In the wake of Covid-19, the government set a rule that passengers in public transport must sit three people per row.

Asurvey carried out by one activist trained by Act Ubumbano showed that this is not full complied with by public transporters who claim that their businesses have been affcted as they are not able to meet their daily targets.

This is because when public transporters are not controlled by the municipal and traffic police, they do not comply with the law, resulting in overcrowding in public transport and this is worsened by passengers who remain passive whilst they are put at risk.

the survey also established that public transporters do not abide by the stipulated hygienic practices and only one does. This was observed in the Liberdade neighborhood, Maputo Province, when traveling to the city of Maputo, specifically towards the downtown area. The transporte always clean the vehicle and disinfect the passengers’ hands whenever they enter and exit the vehicle.

“Quando todos estivermos mortos, não haverá dinheiro que restituirá as nossas vidas

Por: Francisco Manhique

Foi instituído aos transportes públicos que cumprissem coma norma que estabelece que “todos os passageiros devem ocupar por cada fileira três pessoas, em transportes públicos com lotação máxima de 15 lugares, e aos TPM’s que cumprissem a regra de que todos os passageiros devem estar sentados”.

Por conseguinte, em puro trabalho de sondagem realizado no âmbito do activismo, pela ACT Ubumbano, notamos que essa regra não foi acolhida de forma satisfatória pelos transportadores públicos que acusam sentirem-se lesados, por não conseguirem estabelecer a receita diária.

Estes, quando não controlados pela polícia municipal e de trânsito, não cumprem com a nova lei, verificando-se assim a superlotação nos transportes públicos aliada à cooperação dos passageiros que tornam-se passivos à essas irregularidades.

Ainda no trabalho de sondagem, no que diz respeito as regras de higiene nos transportes públicos, apenas um observa todas as regras incluindo, as de superlotação. Esse facto, foi observado no bairro da liberdade, província de Maputo, na deslocação para a cidade de Maputo, concretamente no destino à baixa da cidade.

O cobrador sempre limpava a viatura e desinfetava as mãos dos passageiros, sempre que estes entrassem e saíssem da viatura. Por outro lado. Este facto não foi observado em outras viaturas, desta forma, notando-se o maior valor por dinheiro em Motoristas dos transportes públicos, dizemos, “quando todos estivermos mortos, não haverá dinheiro que restituirá as nossas vidas.