Unscrupulous businesses charge exorbitant prices as demand for masks rises in downtown Maputo

0
84

By: Francisco Manhique…Masks are a means of protection, no matter what the circumstances, unfortunately people only saw their value in the midst of a global pandemic of Covid-19. However, it is in these circumstances that the Mozambican people try at all costs to prevent the pandemic, but to their displeasure, the price of masks that used to cost 15 Meticais, started to cost 250 Meticais, that is, there was a great speculation of prices related to masks and people’s lives came to be in the hands of pharmacists.

However, there is a doubt of the existence of an entity that must inspect that area respectively. It is not known if it is the National Inspection of Economic Activities (INAE) or if it is the Ministry of Health (MISAU), what is known until then, is that its intervention has not been seen.

However, it is important that in addition to observing all the recommended hygienic rules, one must also practice UBUNTO, where one’s existence is because of the other person. Citizens should learn to coexistence in communities, sharing values ​​and always hoping for good to others. .

A procura pelas Mascaras Provoca enchentes nas farmácias públicas da Baixa da Cidade de Maputo

Por: Francisco Manhique

As mascaras são um meio de proteção, não importam as circunstâncias, infelizmente ou felizmente, o povo só viu o seu valor em meio a uma pandemia global, neste caso, a Covid-19. Entretanto, é nessas circunstâncias que o povo Moçambicano procura a todo custo prevenir-se da pandemia, mas para o desagrado dos mesmos, o preço das mascaras que antes custava 15 Meticais, passou a custar 250 Meticais, ou seja, houve uma grande especulação de preços relativo as mascaras e a vida das pessoas passou a estar nas mãos dos farmacêuticos.

Não obstante, há uma dúvida sobre a entidade que deve fiscalizar essa área respetivamente. Não se sabe se é a Inspeção Nacional de Actividades Económicas (INAE) ou se é o Ministério da Saúde (MISAU), oque se sabe até então, é que não se viu a sua intervenção.  

Oque se deve ter em conta em relação a isso, é que as mascaras para alem de caras são raras actualmente, contudo, é um momento que para alem de se observar todas as regras de higiene recomendadas, deve-se ser também solidário, é um momento de praticar-se o UBUNTO, “a necessidade de eu ser oque sou, pela existência de outra pessoa”, fala-se concretamente das práticas sociológicas que pregam a necessidade de melhor convivência em comunidade, partilhando valores e esperando sempre o bem ao próximo.